21 de Janeiro de 2017
Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa


O Ceará protesta contra a Intolerância Religiosa


A Presidência da República oficializou o dia 21 de janeiro como o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, Instituído pela Lei nº 11.635, de 27 de dezembro de 2007, a data rememora o dia do falecimento da Iyalorixá Mãe Gilda, do terreiro Axé Abassá de Ogum (BA), vítima de intolerância por ser praticante de religião de matriz africana. A sacerdotisa foi acusada de charlatanismo, sua casa foi atacada e pessoas da comunidade foram agredidas. Ela faleceu no dia 21 de janeiro 2000, vítima de infarto.

Em 21 de janeiro de 2017, Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, a Associação Brasileira de Apoio às Vítimas de Preconceito Religioso (ABRAVIPRE) reunirá na Praça do Ferreira, Fortaleza/CE, representantes de movimentos sociais, instituições religiosas, movimentos indígenas, associações de bairro, entre outros unidos por uma só causa: esclarecer a população sobre o direito à livre manifestação cultural, religiosa e de pensamento; e ouvir relatos de pessoas que vivenciam algum preconceito religioso, como se configura em seu mundo real. Esta reunião pública realizar-se-á através de uma “Tribuna Livre” a partir das 09h.

O Ceará se antecipa ao dia nacional de combate à intolerância religiosa: áudio percorre as ruas, organizações da sociedade civil, sindicais, religiosas, entre outras, colam cartazes, distribuem informativos, publicam matérias em seus veículos, mídias abrem espaços para debates, entre outros: Surge um fato imprescindível: lideranças sindicais decidiram participar da Tribuna Livre e apoiar os propósitos da ABRAVIPRE por estarem substanciados “NUMA CULTURA DE TOLERÂNCIA E RESPEITO" para com aqueles que professam uma crença diferente, ou não exercem fé em nenhuma divindade.

http://www.bancariosce.org.br/jornal_detalhes.php…

Áudio:https://www.facebook.com/XlaeFlux/videos/o.337823659649506/587438958115242/

Abravipre referencia internacional no combate à intolerância religiosa.
https://www.jehovahs-witness.com/topic/5641121659092992/brazilian-xjw-activists-successfully-demonstrating-against-jw-intolerance-see-their-impressive-website?page=0&size=20

Tradicionalmente, grupos que vivenciam abusos cometidos por determinadas religiões ou indivíduos estarão presentes na nossa “Tribuna Livre”, que são: Integrantes de religiões africanas e espíritas em geral, muçulmanos, ex–membros da Igreja testemunhas de Jeová, ateus e agnósticos, entre outros.

Gostaria de destacar a situação delicada em que se encontram os Ex Testemunhas de Jeová que sofrem uma intolerância religiosa institucionalizada, ou seja; todos que saíram de suas igrejas vivenciam uma desagregação familiar e social sem precedentes.
Ademais, as testemunhas de Jeová são proibidas de falar e de ter convivência com ex-membros, mesmo que sejam familiares; o que é um grave desrespeito à dignidade humana e ao mesmo tempo ao Estado Laico. Não por acaso que, o Ministério Público Estadual denunciou líderes locais, e a Procuradoria da República ajuizou Ação Civil Pública contra associações representativas das Igrejas Testemunha de Jeová, por acusá-las de promoverem discriminação religiosa e social. (Lei Federal 7.716. Art. 14).

http://www.mpf.mp.br/ce/sala-de-imprensa/noticias-ce/mpf-ingressa-com-acao-contra-entidade-que-patrocina-discriminacao-religiosa-e-social

É hora de dizer um basta à intolerância religiosa!

 




O Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa que acontece em 21 de Janeiro, vem sendo realizado pelo patrocínio da ABRAVIPRE em parceria com integrantes de religiões, Partidos Políticos, Movimentos Indígenas e o público em geral.









Neste ano de 2017, contaremos com o apoio de Organizações Sindicais: Sindicato dos Bancários, Sindicato dos Servidores Públicos Federais, Sindicato dos Motoristas de Ônibus, Sindicato de Processamento de Dados, Sindicato dos Comerciários, Sindicato dos Servidores Municipais, SINDFORT, Associação dos Professores do Estado - APEC, entre outros.

Todas as lideranças sindicais com as quais dialogamos, decidiram apoiar os propósitos da ABRAVIPRE por estarem contextualizados “NUMA CULTURA DE TOLERÂNCIA E RESPEITO" para com aqueles que professam uma crença diferente, ou não exercem fé em nenhuma divindade.

Nossos cartazes estão sendo colados em flanelógrafos das dependências das Organizações mencionadas para que seus filiados participem das atividades do dia 21 de Janeiro, sem contar com a distribuição de folhetos e matérias que serão veiculadas em seus periódicos.

"Toda grande caminhada começa com um simples passo". - Buda





Faça download do Material de Apoio!

O material para o dia 21 de janeiro de 2017 está disponível em jpg para divulgação em mídias sociais,
também em PDF para você imprimir e ajudar na luta contra a Intolerância Religiosa divulgando em sua cidade!







Tradicionalmente, em Fortaleza as pessoas procuram colar cartazes da ABRAVIPRE em residências, estabelecimentos comerciais, veículos e outros, para que grupos proselitistas parem de bater em suas portas. É assim que com um simples adesivo, estampado em algum lugar, objetivos tem sido alcançados.

Os preparativos para o dia nacional de combate à intolerância religiosa que acontecerá no dia 21 de janeiro, próximo, já está mobilizando um número de pessoas muito maior do que se esperava!



Karol, professante do Espiritismo ao receber folhetos e cartazes ficou impressionada com os propósitos da ABRAVIPRE, e suas modalidades de intervir por meio de seus periódicos, áudio volante, cartazes entre outros.

Ao passo que nossas intervenções continuam gerando credibilidade seja virtualmente, ou pelo mundo real, carregamos em nossos ombros maior responsabilidade.

Se você distribui os informativos da ABRAVIPRE, continue numa perspectiva de adotar novas modalidades de ação. Já pensou em expor faixas, colar cartazes, ou reunir amigos no ensejo de constituir um grupo em sua cidade? Reflita! Pense nessa possibilidade.




A intolerância religiosa precisa ser discutida além do mundo virtual para que se entenda como esta grande maldade se configura na vida das pessoas em seu mundo real.

Nenhuma crença está acima da lei!

Abaixo à Intolerância Religiosa.














InPrimaWeb

2016 | ABRAVIPRE | Associação Brasileira de Apoio às Vítimas de Preconceito Religioso